Home / Olhares Negros / Olhares Negros e Yá Silvia T’Oshum
ya-1

Olhares Negros e Yá Silvia T’Oshum

Hoje, 12 de outubro, dia das crianças, vivenciamos um ensaio especial. Fomos recebidos com balões, balas, pirulitos e muito axé no Terreiro de Candomblé Ylê Asé Yá Omin Orun de Yá Silvia T’Oshum. Tivemos a oportunidade de presenciar e participar da Festa de Ibejis. Nossa homenageada, a Yalorixá Silvia T’Oshum nos recebeu com alegria e gentilmente permitiu que registrássemos esse momento Sagrado. Yá Silvia nasceu em São Paulo, filha de Pai Metalúrgico e mãe costureira, mora em Santa Maria há sete anos com sua família. É praticante de Candomblé Nação Ketú, segue o Axé do Gantois, herança de Mãe Menininha do Gantois. É bisneta de Valdomiro Costa Pinto, conhecido como Baiano e neta de Nena de Oyá. É cabeleireira, trabalha com a estética negra, cabelo afro em Porto Alegre e Santa Maria. Nos momentos de folga, desenvolve projetos com as crianças da comunidade. Trança a meninada e está criando uma biblioteca comunitária, para tanto exige boas notas na escola. Quando indagada sobre como é ser mulher negra na cidade de Santa Maria, ela rapidamente nos responde: Significa ter muita resistência!

Acompanhe o Making-Off de hoje realizado na Vila Schirmer!

ya-1 ya-2 ya-3 ya-4 ya-5 ya-6 ya-7 ya-8 ya-9 ya-10 ya-11 ya-12 ya-13

Aprovada via Fundo de Apoio a Cultura – FAC/RS, conforme Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, de 22 de novembro de 2012, a Exposição Fotográfica “Olhares Negros” é uma atividade artística relacionada à Semana da Consciência Negra (novembro de 2013), além de contemplar os 110 anos de existência do Treze, que visa registrar a memória e a história dos negros e negras da cidade de Santa Maria, escolhidos pelo Museu Treze de Maio e comunidade, através do voto popular. A exposição visa valorizar e promover a autoestima dos indivíduos fotografados através de 24 fotos emolduradas, junto a mini biografias dos fotografados. O Projeto tem como Coordenador Geral, Vilnes Gonçalves Flores Júnior ou Nei D’Ogum – Coordenador do Núcleo de Ação Cultural Educativa do Museu Treze de Maio e como Produtora Cultural, Luciele Oliveira – Acadêmica do curso de Comunicação Social da UFSM.

Fazem parte da equipe de elaboração e execução do projeto: Franciele Oliveira – Acadêmica do curso de História UFSM; Letícia Aguiar – Acadêmica do curso de Arquivologia UFSM; Alexon Messias da Rocha – Acadêmico do Curso de História UFSM; Eráclito Pereira – Museólogo e Mestre em Patrimônio Cultural UFSM; Giane Vargas Escobar – Doutoranda em Comunicação, Mestre em Patrimônio Cultural UFSM e Especialista em Museologia.

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *