Home / Eventos / V Roda de Lembranças do Museu Treze de Maio
1403316_673972922642294_1039367556_o.jpg

V Roda de Lembranças do Museu Treze de Maio

“Presidentes e Diretorias do Clube Treze de Maio”

Este foi o tema da V Roda de lembranças do Museu Treze de Maio! Na última sexta-feira (29/11) o Museu foi agraciado com a presença de inúmeros antigos sócios e sócias da centenária Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio. Confira as imagens!

Ao dar início à V Roda de Lembranças, a Arquivista Letícia Aguiar, coordenadora do evento e do Núcleo de Documentação e Pesquisa Etno-Histórica do MTM brindou a todos com o seguinte texto:

É com imensa alegria e satisfação pela presença de todos e todas que iniciamos a V Roda de Lembranças do Museu Treze de Maio. Muitas pessoas, assim como vocês, hoje, estiveram presentes em outras Rodas e nos deixaram ótimas recordações. Muitas já não estão entre nós e que lembramos com imenso carinho. No ano em que o Treze comemora 110 anos de existência, a Roda de Lembranças comemora cinco anos de rememoração coletiva dessa história centenária.

A Roda de Lembranças é um momento de encontro entre antigos sócios do Clube Negro, Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio e a comunidade, a fim de relembrar momentos efetivamente vividos nessa organização, com uma história carregada de sentimentos e significados, entre eles, o da resistência. Este ano o tema são os Presidentes e Diretorias do Clube Treze de Maio. As sociedades negras, antes de tudo, são seus membros, as PESSOAS que a construíram, que a mantiveram, que plantaram as primeiras sementes, e que hoje, passados 110 anos, estamos ainda colhendo.

O tema é uma forma de homenagear aqueles que ali depositaram seus sonhos, que fundaram e sustentaram esse local que é patrimônio negro na cidade. Quando falamos na Sociedade Cultural Ferroviária Treze de Maio que foi fundada por “quarenta e sete cidadãos”, idealizada por negros e para negros, mais especificamente no ano de 1903, já que a eles não era permitido o acesso às sociedades de brancos.

É necessário ressaltar, que só foi possível registrar a fase inicial de construção da Sociedade 13 de Maio, com a colaboração de uma antiga sócia e ex-presidente do Clube, Nilza Moura, que guardou o Livro de Ata nº. 1 e assim que soube da idéia de criação de um Museu da Cultura Negra em Santa Maria, o Museu Treze de Maio, ela imediatamente entrou em contato com a equipe entregou esta documentação fundamental para o entendimento de parte da história da população negra santa-mariense. Não podemos deixar de ressaltar os primeiros fundadores do Clube Treze de Maio e em nome deles homenageamos a todos aqueles presidentes e presidentas que pelo Treze passaram.

Foram eles (1903 até 1911) que idealizaram esta Sociedade, onde se reuniam com frequência na residência de Sisnande Antonio de Oliveira. Este também foi designado tesoureiro, e teve como PRIMEIRO PRESIDENTE, José Fontoura; Vice-presidente; Manoel Pereira de Moura; 1º Secretário, Osório Nunes do Nascimento; 2º Secretário, José Alves Teixeira e Orador, Ovídio A. Prado. A estes heróis negros e primeiros fundadores desta centenária organização, a nossa mais profunda homenagem!

O “Treze”, como ficou popularmente conhecida essa Sociedade, é um símbolo de resistência e poder da comunidade negra, materializado em um espaço privilegiado que demarca, na cidade, um espaço político, uma vontade, um lugar de memória e de identidade negra que resiste a todas as intempéries, e surge uma nova geração que dá continuidade ao legado deixado por famílias de negros e negras que construíram em regime de mutirão, com dinheiro do próprio bolso este prédio da Silva Jardim, neste bairro do Rosário.

Este prédio carregado de valor simbólico foi construído na década de 1960, pelos associados que aqui depositaram um “sonho” e consideravam este espaço a sua “segunda casa”, como sempre nos afirmam carinhosamente a antiga sócia Alcione Flores Amaral e Doroti Lucas.
É preciso lembrar, para não esquecer!

“Uma geração pode treinar a sua sucessora com um êxito razoável no que tange ao caráter social ou aos padrões culturais gerais, mas a nova geração terá a sua própria estrutura de sentimento, que parecerá não ter surgido de lugar nenhum”. (Raymond Williams, La larga revolución. El análisis de la cultura, p. 57-58, 2003).

Ao longo de 110 anos de existência, várias foram as gerações que passaram pelo Treze. Destacamos aqui os Presidentes/as dessa centenária Sociedade:


• JOSE FONTOURA (1903)
• APOLINÁRIO MEDINA
• ANTÃO LOPES
• SADI VASCONCELLOS
• JOÃO JOSÉ MARTINS FERREIRA (TERO)
• ANTONIO VICENTE ARAÚJO DE ALMEIDA
• ADÃO CAÇAPAVA
• TAURINO GARCIA
• LODERITZ FERREIRA MELO
• ALCEY BONIFÁCIO DOS SANTOS
• WALTER SANTOS
• VALMIR
• EGON UBIRAJARA LARANJEIRA
• AMILCAR SIQUEIRA
• ARI XAVIER
• NILZA MOURA
• JOÃO JOSÉ BUENO

 

1401703_673969942642592_1450669768_o

Visita à Exposição "Olhares Negros”.

Visita à Exposição “Olhares Negros”.

1401304_673970735975846_1067249185_o

1487800_673970572642529_150006013_o

O mural com fotos de antigas diretorias do Clube Treze de Maio, canetas, pincel atômico e as lembranças escritas ali mesmo!

O mural com fotos de antigas diretorias do Clube Treze de Maio, canetas, pincel atômico e as lembranças escritas ali mesmo!

1399437_673975939308659_547572283_o

Música para iniciar a Roda: “Sorriso Negro” com Luis Silva, Elen Ortiz e Geanine Escobar.

Música para iniciar a Roda: “Sorriso Negro” com Luis Silva, Elen Ortiz e Geanine Escobar.

Entrega dos Certificados aos Presidentes e/ ou familiares dos gestores

Entrega dos Certificados aos Presidentes e/ ou familiares dos gestores

Compartilhamento de memórias e lembranças.

Compartilhamento de memórias e lembranças.

 


Texto: Letícia Aguiar, Giane Vargas Escobar e Franciele Oliveira

V Roda de Lembranças do Museu Treze de Maio
Dia: 29 de novembro de 2013, sexta-feira
Hora: 18h
Local: Museu Treze de Maio
Organização: Núcleo de Educação e Pesquisa Étno-Histórica
Equipe Organizadora: Letícia Aguiar, Giane Vargas Escobar, Franciele Oliveira, Lucinéia Weber, Nayra Silva, Luis Henrique.

Apoio: Luis Silva (clarinete); Belos do Ébano: Elen Ortiz (Bela +12), Winnie Silva (Bela +13), Lauren Nascimento (Peróla +13).

Cobertura ao vivo: estudantes de jornalismo da UFSM Arianne Teixeira de Lima, Graziele Fonseca e Rafael Rangel.

Fotografia e apoio na cobertura ao vivo: Geanine Escobar, Aline Escobar, Amanda Fiuza, Graziele Fonseca, Arianne T. Lima, integrantes da Juventude Negra Feminina de Santa Maria – RS JuNF.

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *